14 fevereiro, 2006

Apenas R$ 15 milhões



O prefeito Vitor Lippi (PSDB) entrou com pedido de financiamento de R$ 15 milhões na Caixa Federal para pagar as obras na adutora da Serra de São Francisco e não ter que mexer no orçamento de 2006.

A obra de reparo já feita na tubulação custou R$ 3 milhões e os R$ 12 milhões restantes do valor previsto, segundo o prefeito, serão usados para efetivar um cronograma de trabalho ao longo do ano em 5 quilômetros da Serra de São Francisco visando a minimizar riscos e novos rompimentos da adutora.

Questionado se os R$ 12 milhões não poderiam ser usados em outra obra alternativa de forma que a atual tubulação não ficasse tão exposta às pedras, Lippi comentou que a proposta apresentada pelo Saae - de manter os tubos no mesmo local e fazer um trabalho preventivo nas pedras - "é o possível a ser feito".

Trabalho preventivo nas pedras ? Ele pretende gastar R$ 15 milhões para convencer as pedras a não desmoronarem ?!?!?! Como seria isso ?
- Pedrinha, gente boa, não cai...

Fala sério. Se a atual administração do SAAE fosse responsável pela construção das pirâmides do Egito, os faraós estariam numa cova rasa, aguardando a "conclusão da obra". E se chover muito, alaga o sarcófago.

Um comentário:

Mariana disse...

Muito boa a sua observação! Como que pode né...os faraós naquela época tinham menos tecnologia e uma competência maior. Eu como estudante do curso de Meio Ambiente fico muito feliz em assistir todas as 'cagadas' que se tem feito e o que ainda há por vir. Abraço!