16 fevereiro, 2006

Seção: Aconteceu em Sorocaba. E eu não sabia!!!
Baltazar Fernandes fundou Sorocaba em 1654. Ele já estava bem velho, cerca de 75 anos, quando se mudou para estas terras com sua família e escravos. Seus irmãos, André e Domingos, já tinham fundado cidades. André fundou Santana do Parnaíba e Domingos fundou Itu.A primeira coisa que fez em Sorocaba foi erguer uma Igreja, a capela de Nossa Senhora da Ponte (local onde hoje é a Catedral, na praça Coronel Fernando Prestes).
Ao redor dessa igreja, surgiram as primeiras ruas e as primeiras casas.O próprio Baltazar Fernandes construiu ali perto uma casa para sua família. Ele trouxe para cá também os seus escravos.
O povoado foi crescendo e se chamou Sorocaba.Em 1661, Baltazar Fernandes foi para São Paulo falar com o governador geral Côrrea de Sá e Benevides. Baltazar queria que Sorocaba deixasse de ser um povoado e virasse uma vila (denominação dada as cidades naquela época).
O governador atendeu o pedido de Baltazar e no dia 3 de março de 1661, Sorocaba foi elevada à categoria de Vila.
Tornou-se então, a Vila de Nossa Senhora da Ponte de Sorocaba.A partir daí, Sorocaba ganhou sua Câmara Municipal. Nesse mesmo dia, foram nomeados os principais componentes da Câmara: juízes Baltazar Fernandes e André de Zunega, vereadores Cláudio Furquim e Paschoal Leite Paes e procurador Domingos Garcia, acompanhado do escrivão Francisco Sanches.
O segundo ciclo da história de Sorocaba se inicia em 1773, com a chegada nesta cidade, da primeira tropa de muares, conduzida pelo coronel Cristóvão Pereira de Abreu.Com o passar dos anos e o crescente aumento do número de tropas, Sorocaba se tornou a Sede das Feiras de Muares. Pela situação geográfica privilegiada, a cidade se transformou na principal ligação das regiões Norte e Sul do Brasil, ambas empenhadas na mineração e na exploração das reservas florestais.Devido ao grande número de pessoas trabalhadoras em Sorocaba, o comércio e a indústria caseira puderam se desenvolver.
Foi assim que ficaram famosos no Brasil os doces, artefatos de couro e prata para selas e arreio, e as redes aqui tecidas.Com o desenvolvimento das feiras e o crescimento da mão de obra especializada das indústrias caseiras, apareceram em 1852, as primeiras tentativas industriais. Contudo, essas tentativas não surtiram o efeito desejado por falta de apoio financeiro e encarecimento da matéria-prima no período de guerra.Mas em 1882, Manoel José da Fonseca inaugura sua fábrica de tecidos 'Nossa Senhora da Ponte'.
Foi o início de um crescente desenvolvimento industrial, que iria caracterizar Sorocaba ainda por muito tempo.Novas fábricas foram implantadas na cidade. Multiplicavam-se as construções de escolas.
A população crescia e o progresso se fez sempre presente, até os dias de hoje.

Um comentário:

Fredo disse...

Realmente muito interessante!
Confesso que tive uma certa dificuldade para ler o "post" devido ao tamanho da fonte (provavelmente de tamanho 2), mas o texto é bem escrito e interessante.