31 maio, 2006

"Companheiro" Lembo

LEMBO CHAMA ACM DE "SENHOR DE ENGENHO" E DIZ TER GRANDE SIMPATIA POR HELOÍSA HELENA
Blog de Josias de Souza

Lideranças do PSDB e do PFL ruminam em segredo a suspeita de que o governador de São Paulo, Cláudio Lembo, perdeu o controle sobre a própria língua. Em sabatina promovida pela Folha, nesta terça-feira, a língua de Lembo voltou a dar demonstrações de rara independência. Ela atacou pefelistas e tucanos e, em dado instante, insurgiu-se contra integrantes da platéia, reunida no Teatro Folha, no Shopping Higienópolis.

Lembo, 71 anos, esforçou-se para demonstrar que, em verdade, a língua segue o seu comando: “Os políticos costumam ser muito pouco claros no seu pensamento. Como eu estou velho, eu falo tudo que penso. Eu estou absolutamente lúcido e acho que a única coisa que posso fazer, politicamente, é ser lúcido e claro". A língua, porém, prevaleceu sobre o político durante toda a sabatina.

Referindo-se uma vez mais à falta de solidariedade do tucanato no auge da crise de segurança que teve de arrostar, a língua de Lembo voltou a ironizar o distanciamento estratégico de Geraldo Alckmin, Fernando Henrique Cardoso e José Serra: “Eu diria que, como toda ave, às vezes o tucano voa fora de hora". A despeito das críticas, a língua disse que votará em Alckmin para presidente e em Serra para governador de São Paulo.

Abespinhada com o fato de Antônio Carlos Magalhães, morubixaba da pefelândia baiana, ter dito que Lembo tem “cara de burro”, a língua tomou as dores de seu dono. Disse que ACM é um dos legítimos representantes do extrato que qualificou de “minoria branca”. Comparou-o a um “um senhor de engenho”. "O nosso senador é um homem de agressividade contínua. Felizmente, não tenho nada com ele".

Em nota, ACM respondeu assim: "O governador Cláudio Lembo é fruto do acasoe da pressão que o ilustre senador Marco Maciel (PFL-PE) exerceu no partido para alçá-lo, sem que mérito ele tivesse, à condição de vice-governador (de Geraldo Alckmin)".

Inquirida acerca da imagem de “esquerda” que seu linguajar vem imprimindo na testa de Lembo, a língua do governador disse ter enorme simpatia pela senadora Heloisa Helena, presidenciável do PSOL. Mas insinuou que o hábito da senadora de vestir-se ao estilo bicho-grilo a impede de aderir à causa: "Até por indumentária, seria injusto se eu fosse para o PSOL", disse a língua.

5 comentários:

azoazul disse...

Nossa....me surpreendeu meu ex-reitor....
Ou ele enlouqueceu, ou a imagem que tinhamos dele estava bastante equivocada....
Ou será que está fazendo tudo isso só pra se vingar daqueles que lhe deixaram uma bomba nas mãos?
De qualquer forma, apoio as declarações.

CCCP disse...

Nada como não ter aspirações em eleições próximas combinada com idade avançada para "iluminar" o pensamento...
O triste da história é que, no meio de uma ou outra verdade acaciana, o ilustre governador se sai com pérolas como as de hoje, de que o mal do país seria o "consumismo" ! Está claramente contaminado pelo próprio círculo social.
Um dos males do Brasil é justamente falta de acesso da imensa maioria da população aos bens de consumo mais básicos. Internet por exemplo, só uma minoria ridícula possui.
É uma demanda suprimida que só faz aumentar e tornar acintoso esse tipo de declaração (demanda suprimida essa que, segundo lição do mestre Reinaldo seria um dos entraves à queda acentuada de juros no país, mas isso já uma outra estória...)
Agora, essa brigalahada de ACM, Lembo, Tarso, Alckimin, Alberto Goldman e cia. só faz tornar mais nítida a sensação de que, com esta oposição, nem a corrupção e despreparo petista serão suficientes para tirar de Lula seu segundo mandato...
Tomara que, pelo menos, seja logo no primeiro turno, para evitar desperdício de tempo e dinheiro !

Anônimo disse...

Very best site. Keep working. Will return in the near future.
»

Anônimo disse...

I find some information here.

Anônimo disse...

[url=http://tramadol-best5.blogspot.com/]tramadol[/url] http://tramadol-best5.blogspot.com/
Ciao!