04 julho, 2006

Confraternizando com o inimigo



A fotografia publicada na Folha de S. Paulo da senadora Heloísa Helena, candidata do PSOL à Presidência da República, comemorando um dos gols da seleção brasileira ao lado dos colegas Eduardo Suplicy (PT), Tasso Jereissati (PSDB) e Patrícia Saboya (PPS) causou indignação em integrantes do PSTU, que apóia a candidatura da senadora, e do próprio PSOL.

O que mais irritou a militância foi o fato de a senadora ter aceitado assistir o jogo na casa de Saboya, ao lado de Tasso e Suplicy, simbolizando que também ela faz parte da "confraria" que, no poder ou na oposição, convive harmoniosamente nos salões e palácios da República. "Jogo do Brasil a gente assiste na companhia de amigos", diz, inconformado, um ex-petista que ajudou a construir o PSOL e está cada vez mais desiludido com os rumos da candidatura.

4 comentários:

Anônimo disse...

Essa foto só pode ser montagem...rs...

CCCP disse...

Ora, ora Reinaldão, que cara-de-pau amiguinho ! Quem representa melhor a turma da "confraria" que, no poder ou na oposição, convive harmoniosamente nos salões e palácios da República" do que os gurus quadrilheiros do PT e seu guia Molusco ?
A (falta de) classe política brasileira é indistinguível, e isso é discurso meu há muito tempo, agora cobrar coerência numa hora dessas ? Com que moral ? Tasso Jereissati é pior que Orestes Quércia, Valdemar da Costa Neto , Pedro Corrêa e todos os outros aliado$$$$ rsrsrsrs ?

Reinaldo disse...

Caro Almir:

Pessoalmente não vejo problema em duas pessoas de partidos adversários conviverem civilizadamente ou, mesmo, manterem relações de cordialidade.
Quem dizia quem não aceitava qualquer tipo de convivência com os "inimigos", eram os integrantes do PSOL.
Por isso cabe a ironia contra eles.
Fundaram um novo partido, dizendo que pretendiam voltar às origens do PT. Aparentemente apenas para cometer os mesmos erros do PT.

CCCP disse...

Caro Reinaldo:

Realmente. Tirante o fato de que as histrionices psolíticas são para a "geral", e isso não é novidade para "nosotros", seu comentário é impecável. Se tivesse sido este o teor da postagem original eu não teria feito o meu... (mas aí, também, já ia perder um pouco o charme da brincadeira... rsrsrsrsrsr)