24 setembro, 2006

Nacionalização do gás boliviano - enquete

O presidente Evo Morales da Bolívia nacionalizou a extração e o refino de petróleo que é realizado pela empresa Petrobras, segundo o ex-ministro boliviano dos hidrocarbonetos a Petrobras já obteve lucros espetaculares na bolívia e não deve ser ressarcida, para o Governo a soberania boliviada deve ser respeitada mas os investimentos devem ser devolvido ao Brasil.
.
Lula disse que não ia fazer com a Bolívia o que os EUA estão fazendo com o Iraque; Alckimin afirmou que Lula foi mole e esta entregando o patrimônio nacional para os bolivianos; a jornalista Mirian Leitão da Globo afirmou ser inadmissível o governo Lula "tratar politica externa com ideologia", e na mesma linha Heloisa Helena disse que Lula não sabe defender os interesses do Brasil e que o nosso presidente deveria ter ido imediatamente cobrar dos bolivianos o respeito aos contratos quando Morales assumiu o poder.
.
O que você acha deste assunto?
.
Como você avalia a forma com que a crise foi tratada e o que acha que o governo brasileiro deve ou deveria ter feito?
.
Opine aqui neste blog, mande um comentario.

4 comentários:

Anônimo disse...

Contratos são feitos para ser cumpridos! Isso nem sempre acontece, mas é papel do governo fazer com que aconteça! O governo está sim sendo imprudente e prejudicando o nosso país com essa atitude passiva!
Acomodação do governo não é só nessa questão mas também em muitas outras tão importantes quanto...
Devemos fazer algo para que as coisa melhorem, e a principio a eleição é o meio que temos para mudar as coisas. Pense e depois vote, não faça o contrário!!

*PRI* disse...

Evo Morales mostrou porque teve o apoio do nosso ilustríssimo Presidente da República antes de ser eleito. o motivo é que eles têm, de fato, muita afinidade: AMBOS NÃO ENTENDEM PATAVINAS DE POLÍTICA, DIPLOMACIA E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA.

Os dois vivem num mundo cor-de-rosa da Ilha da Fantasia em que a conjuntura não conta e a ideologia resolve todo e qualquer pepino. Se fosse assim, gerir um país seria fácil e até divertido! Acontece que, além do fato de existir uma distância quase infinita entre a teoria e a prática, tem saltado aos nossos olhos que tem de tudo no Executivo, Legislativo e Judiciário, menos ideologia. No caso do PT, sinto que ela se perdeu muito antes desses escândalos todos, ainda no discurso e na campanha de 2002. Infelizmente vale tudo e as pesquisas mostram q o povo consente. Cada povo tem o governo que merece.

É evidente que Evo deu um tiro no pé: não parou pra analisar que ao fazer o que fez, a Bolívia corria o risco de ser a mais prejudicada. É bom ele pensar bem antes de continuar arrumando encrenca gratuitamente com a Petrobrás pra posar de salvador da pátria pros ingênuos de lá. Mas ele não deu ponto sem nó: contaria ele, secretamente, com a demagogia inoperante do nosso ilustríssimo Presidente, que o quer(ia ?) tão bem??? Provavelmente...

Pra mim, o problema é mais com o nosso Executivo do que com Evo... Se a administração daki realmente zelasse pelos interesses do Brasil, a Bolívia não teria tido espaço pra nos ultrajar assim. Essa historinha de "Não me peçam pra ser duro com um país pobre como a Bolívia" nada mais é do que a demagogia a serviço da incompetência e do amadorismo político-administrativo. Mas foi bom pros ingênuos de cá virem que o messias não voltou nem voltará, não importa se ele é barbudo ou carequinha. Chega de esperar por um salvador da pátria pq SIMPLESMENTE ELE NÃO EXISTE! Pena que a lição nos esteja custando tão caro.

P.S.: não sou a favor da Esquerda, nem do Centro e muito menos da Direita. Sou a favor do BOM-SENSO.

Anônimo disse...

Morales podia ser mais delicado, mas sou totalmente a favor da nacionalização do gás boliviano. Todos q são contra falam em respeito ao Direito Internacional, mas no Tratado de Cartagena está previsto o respeito ao autodeterminação dos povos. Ninguém fala nisso. A bolívia já foi riquíssima em prata mas foi dilapidada e continuou paupérrima, mas ninguém tá nem aí pra isso. Quer saber é de explorar a bolívia. De ter acesso ao gás boliviano a preços explicitamente subvalorizados. Lembra aquele romance de Machado de Assis (não lembro o título) em q o escravo recém alforriado comprou um escravinho ´somente para açoitá-lo. Assim é o Brasil: após sua nacionalização precisa arranjar um diabo de escravo - a Bolívia - pra ter o pequeno gostinho de exploração na boca, para aplacar com sua frustrações. Pobre Brasil!

Alessandro disse...

Morales podia ser mais delicado, mas sou totalmente a favor da nacionalização do gás boliviano. Todos q são contra falam em respeito ao Direito Internacional, mas no Tratado de Cartagena está previsto o respeito ao autodeterminação dos povos. Ninguém fala nisso. A bolívia já foi riquíssima em prata mas foi dilapidada e continuou paupérrima, mas ninguém tá nem aí pra isso. Quer saber é de explorar a bolívia. De ter acesso ao gás boliviano a preços explicitamente subvalorizados. Lembra aquele romance de Machado de Assis (não lembro o título) em q o escravo recém alforriado comprou um escravinho ´somente para açoitá-lo. Assim é o Brasil: após sua nacionalização precisa arranjar um diabo de escravo - a Bolívia - pra ter o pequeno gostinho de exploração na boca, para aplacar com sua frustrações. Pobre Brasil!