25 setembro, 2006

Neo bolchevique

A Polícia russa deteve hoje 38 membros do ilegal Partido Nacional Bolchevique que invadiram a sede do Ministério das Finanças e exibiram cartazes pedindo a renúncia do presidente russo, Vladimir Putin.

Trinta bolcheviques invadiram o edifício, que está localizado no centro da capital russa, às 12h50 (5h50 em Brasília), informou um porta-voz do Ministério do Interior à agência oficial "Itar-Tass".

Vários jovens conseguiram colocar cartazes nas janelas do prédio nos quais pediam a renúncia de Putin e do ministro das Finanças, Alexei Kudrin.

O Partido Nacional Bolchevique, organização de extrema esquerda dirigida pelo escritor Eduard Limonov, protestavam contra o pagamento pelo Governo da dívida contraída com o Clube de Paris, sem ter indenizado os russos que perderam todas suas economias.

O Partido Nacional Bolchevique, que conta com cerca de 20 mil membros, cuja idade média é de 20 anos, é a organização política russa com mais integrantes na prisão.

2 comentários:

Anônimo disse...

De pé, oh vítimas da fome!

Voltaire disse...

20.000 integrantes do Partido Bolchevique? Ora bolas, o comunismo não havia acabado? Não havíamos alcançado o fim da história?