04 janeiro, 2007

Campanhas: histórias pra contar!

No final do primeiro ano do mandato do deputado Hamilton Pereira (PT), funcionários do seu gabinete em Sorocaba fizeram uma festa. O chefe de Gabinete era um cara sisudo, ria pouco. Hamilton se atrasou para festa e, quando chegou, viu o chefe de Gabinete de cuecas na calçada. Ele pensou: se o mais sério está assim, imagine os outros. E foi-se embora. (Jornal Bom Dia de hoje)
Será que o chefe de gabinete que falam é o mesmo que eu imagino?
Pois eu sei de outra: Hamilton estava em campanha, em 2002 e, junto com seu assessor José Carlos Fernandes, mais conhecido como Trinity, adentraram a uma residência, onde a senhora, gentil, tirou o café da geladeira e os serviu. Eles ficaram meio assustados, não tinham por hábito tomar café gelado. Foi quando Trinity, diferente de Hamilton, teve a belíssima idéia de virar todo o café de uma única vez, enquanto Hamilton tomava aos poucos. A senhora, vendo a iniciativa de Trinity, não titubeou:
-Nossa! Não sabia que o senhor gostava tanto de café gelado, pegue mais um pouco.
E encheu outro copão!
Nestas eleições de agora (2006), fazia eu panfletagem em um dos bairros da Zona Norte; abordei um rapaz, que estava sem camisa (típico de domingo a tarde; meio alcoolizado) e pedi seu voto, calmamente, ao PT. Disse ele que não mais votaria no PT e pôs-se a resmungar. Agradeci a atenção e continuei caminhando. Pois o homem continuava a me provocar, percebendo que eu não dava atenção, questionou-me, aos berros, para a rua inteira ouvir, onde eu tinha escondido o mensalão. Já irritado, respondi:
-Guardei tudo nesta tua pança de elefante!
A vizinhança toda riu, eu fiquei bravo e ele desnorteado. Continuei, então, a panfletar.

3 comentários:

Anônimo disse...

Na vida é isso aí, a gente precisa engolir um monte de sapos ou café gelado!!!

Carlos Marques disse...

O povo quer saber: quem é o cidadão que estava de cuecas?

Fábio Correa disse...

É verdade quem era o cara de cuecas, seria quem eu também estou pensando?

Esse mundo esta perdido!