19 março, 2007

China pelo descomunismo e a America Latina tenta se afundar pelas armadilhas da utopia

Sugiro que todos leiam pacientemente o texto. É grande e reflexivo. Com severas críticas à esquerda e boa argumentação.
Texto de Shidoshi Graziano Nardis
Foi aprovado pelo Parlamento chinês a lei de proteção ao Direito da Propriedade Privada. A lei passou com 99,1% de aprovação. A aprovação da nova lei de propriedade privada demorou menos de um minuto, com 2.799 legisladores votando a favor, 52 contra, 37 abstenções e um voto nulo.
Sendo assim, é derrubado um dos mais importantes pilares do comunismo na China. Com isso, o povo chinês, tão sufocado pelo regime comunista e pelas atrocidades desumanas cometidos por alguns oficiais daquele governo, se libertam de mais um esquema de tirania totalitária. Cito aqui, para vocês refletirem, a matéria do Jornal do Estadão: "Condenados na China são obrigados a doar órgãos, diz ONG",vide link http://www.estadao.com.br/ultimas/mundo/noticias/2007/mar/14/167.htm. Vale ressaltar que prisioneiros na China nem sempre são ladrões e assassinos, mas todo aquele que se oponha sem autorização ao regime comunista daquele País.
Segundo a Anistia Internacional, a China comunista é o Pais que mais aplica a pena de morte no mundo e mais agravante ainda é que as mortes são consideradas segredo de Estado. O comunismo na China, que surgiu para supostamente libertar o povo através da revolução implantada por Mao Tse Tung, serviu para perseguir a população e seus opositores, instituir execuções sumárias, eliminar culturas de outras regiões da China e expulsar líderes espirituais como o Dalai Lama no Tibet. Tanto que há algum tempo atrás sabia-se que se alguém em território chinês fosse flagrado com a foto da Santidade Dalai Lama na carteira seria executado por ser considerado uma afronta ao regime comunista. A fome e a miséria se alastraram pelo País, enquanto que os oficiais do governo vivem de forma confortável. A prática de expulsar famílias de suas casas e "desapropriar" enviando-as a outras regiões a contra gosto, instituir horas de trabalho forçado a cada membro de uma família chinesa é prática comum. Muitas foram as denúncias de corrupção de oficiais do governo chinês em negócios na transação imobiliária, onde o Estado desapropria a casa de um trabalhador e quando o indeniza é por um valor muito baixo do que se gastou para construir.
O resultado de 99,1% de votação da Lei da Propriedade Privada, prova que a própria China através de experiências desastrosas do comunismo quer se livrar do seu próprio regime. Este é um importante passo para a China mostrar ao mundo o seu amadurecimento em reconhecer quando erra, ainda que tarde e depois de tantas mortes fatais sem direito a plena defesa. É importante que o Mundo e algumas nações reflitam sobre as experiências da China para não cair na mesma ilusão até porque quem paga o preço da penumbra e do massacre é o seu povo muito mais do que seus governantes. Um povo milenar e de sabedoria que fez com que a China se dividisse silenciosamente entre a China comunista e a China dos chineses. A China comunista perseguiu, silenciou, censurou, executou, expulsou e muitas das vezes abandonou sentimentos importantes e cruciais na cultura de seu próprio povo como mostra a história. A China dos chineses tentou se manter viva em silêncio e com esperança na mudança para a justiça dos seus povos que foram deixados para trás. Aqueles que não puderam sobreviver na China comunista exilaram-se em outras regiões fronteiriças, saíram de seu País e também criaram um Estado chamado Taiwan que por sinal vive de farta renda, boa distribuição e avanço tecnológico tendo inclusive países de primeiro mundo como seus principais clientes em projetos e venda de seus produtos além de altos investimentos na sua infra estrutura e educação.
Não estou aqui para defender o capitalismo e nem de condenar "a" ou "b" de "..ismos". Todo processo político de desenvolvimento humano sofre alterações constantes e cabe ao ser humano o bom senso de saber arprimorar aquilo que se tem, banindo a crueldade humana e garantir os seus direitos plenos à liberdade com deveres necessários na preservação do seu povo.Vejo alguns líderes políticos mediante a tantas denúncias de escândalos e corrupção tentarem empurrar o "sutil" e anestésico social com venda nos olhos do povo para o processo de implantação comunista na América Latina. Há pouco ouvimos e assistimos pelos principais canais de TV em cadeia Nacional as chamadas publicitárias em horário nobre de partidos e movimentos políticos, a frase de uma "América Latina unificada" como um bloco socialista. Enfatizando firmemente o ideal socialista em toda a América Latina.Pergunte ao seu vizinho, parente e colega de trabalho o que é socialismo, comunismo e democracia? Vejam se todos irão responder a mesma coisa ou irão se confundir?
Se a sociedade não sabe a fundo de que se trata aquilo que lhes é sugerido em cadeia Nacional, não seria perigoso desejar aquilo que não se sabe de forma ampla e a fundo sem consultar a sua história e desenvolvimento em outros Países? Pois então procurem a história e desenvolvimento da própria China comunista, da ex-União Soviética, entre outros e tentem analisar porque até a própria China votou unanimente a Lei de Proteção da Propriedade Privada.
Se vocês querem que mesmo assim a Nação Brasileira e da América Latina venham a ser um bloco socialista como é recomendado pelas chamadas em horário nobre nas principais emissoras de televisão de todo o Brasil (como na semana passada pelo Partido Comunista chamando a população para uma filiação em massa), então que comecem a refletir se estão preparados para as mudanças necessárias assim como as ocorridas na China na revolução socialista.
Caro leitor, você está preparado para entregar a sua casa e suas economias ao Estado?
Você estudante que tanto defende o socialismo no Brasil e estuda em colégio particular pago pelo seu pai, sente-se à mesa com ele na hora do jantar e pergunte a ele se por um acaso estaria preparado a doar praticamente todo o seu patrimônio à coletividade e ao Estado. Mostre pra ele, rapaz, que você é um homem feito e tem experiências de vida e tente entender se irá convencê-lo de suas supostas certezas de que a fome será eliminada no País já que você acredita neste "único" caminho.Você que "adora" aquele seu primo que não estuda e não quer nada com a vida, está disposto a dividir o seu teto com ele?.. não?! Ora! mas como não? se você defende os ideais socialistas precisa se preparar pra viver em comunhão com a família. Pense que ao menos ele vai deixar de ser vagabundo e vai trabalhar com horas instituídas junto com outros 4 na mesma função pra fazer a mesma coisa em que apenas um poderia fazer. E nem vão se importar se ele lá tem muito estudo para o que estará fazendo na repartição pública, uma vez que tudo pode vir a se tornar público dentro do regime.
Você que tanto adora seu carro, que levou anos para comprar e ainda está pagando o financiamento dele está preparado para torná-lo propriedade do Estado?
E você, caro professor de História, sem generalizar toda a classe, mas você especificamente professor de história que nas aulas defende os ideiais socialistas aos seus alunos, principalmente aos alunos acima de 16 anos, né professor?! (pois com 16 anos já se pode votar) Porque não conta as histórias de intentonas comunistas no Brasil? Conte o todo da história. Porque não conta que o "4° Departamento do Estado-Maior do Exército Vermelho" da ex URSS-União Soviética, órgão que realizava a espionagem militar nos outros países, deslocou, em 1935, incontáveis espiões para o Brasil, sendo um desses espiões a famosa Olga Benário, aquela do filme que teve apoio financeiro de recursos da PETROBRAS para patrocinar a produção do filme?
Conte professor os nomes da "boa intencionada" Olga, os nomes que ela usava como espiã comunista "Frida Leuschner", "Ana Baum de Revidor", "Olga Sinek", Olga Berguer Vilar" e "Zarkovich", e que era casada, em Moscou, com B.P. Nikitin, aluno da "Academia Militar de Frunze" ?
Caro Professor conte a história toda para os seus alunos... está se esquecendo de dizer que Olga Benário nunca foi casada com Luiz Carlos Prestes, o qual, assalariado do Komintern, prestou-se ao papel de traidor de sua pátria encobrindo as reais atividades de Olga no Brasil.
E você caro "catedrático e tão renomadamente conhecido pela população como um intelectual" aproveite e conte aos vossos colegas a verdade sobre as contribuições de Moscou da ex URSS para o PCB, por ordens superiores do Comitê Central, contribuições essas que serviram para a campanha eleitoral de 1989. Quando o Senador, basileiro , Roberto Freire foi candidato à Presidência da República, alguém se lembra disso?.. ah caro brasileiro você tem que acabar com essa história de memória curta pois isso pode lhe rancar mais daquilo que pouco já tem neste País. Conte caro catedrático intelectóide aos vossos colegas que quem anunciou esta declaração foi o ex-diplomata da União Soviética no Brasil, Vladimir Novikov, coronel da KGB, que serviu em Brasília sob a fachada de Adido Cultural junto à embaixada soviética, nos anos 80. Por que será? Depois vem alguns ignorantes dizerem que o Brasil está sendo vendido aos EUA e que os EUA estão querendo transformar o Brasil em um canavial para a obtenção do biocombustível.
Essas mazelas e especulações surgem sempre quando o Brasil está para dar o salto de crescimento e alguns líderes comunais tentam sobrepujar a opinião pública na direção da hostilidade e da manifestação contra os negócios de sucesso e crescimento do Brasil no cenário internacional.
Você que por alguma dúvida não tenha compreendido os fundamentos bem claros do comunismo, de porque no papel é tão convincente, mas na prática não veio a dar certo em países de vastas experiências, incluindo os milenares chineses, reflita sobre as estatísticas do massacre humano e esteja preparado para aceitar os números das mortes dos opositores do sistema em que os comunistas se impuseram pelas nações Mundo afora, incluindo a América Latina.
URSS, 20 milhões de mortos
China, 65 milhões de mortos
Vietnam, 1milhão de mortos
Corea do Norte, 2 milhões de mortos
Camboja, 2 milhões de mortos
Europa Oriental, 1 milhão de mortos
América Latina, 150 mil de mortos
África, 1,7 milhões de mortos
Afeganistão, 1,5 milhões de mortos

9 comentários:

Fábio Correa disse...

Daniel, companheiro. Neste texto eu não vi nada de reflexivo, pelo contrário, uma série de mentiras gravíssimas são contadas junto com algumas verdades.

Tem um mecanismo: mostrar algumas verdades abobinadas tanto pela esquerda quanto pela direita, que tenta dar a impressão de que todo o conjunto é verdadeiro e não tem nenhum comprometimento ideológico.

Mentiras abusivas contruídas e incorporadas ao senso comum da direita.

Fábio Correa disse...

Quem é Shidoshi Graziano Nardis, autor deste texto?

Shidoshi é autor de livros de auto-ajuda para executivos, do tipo: "Como extrair o máximo de meus funcionários?".

Escreveu o livro "Arte da Guerra para Empresas e Negócios" em que ele usa um pseudo conhecimento de filosofia chinesa, sobre tudo, Sun tzu (A arte da guerra) para ajudar empresários a gannhar dinheiro no meio de empregados tão relaxados e relapsos.

Daniel Lopes disse...

Gramsci dizia que sempre podemos aproveitar algo naquilo que lemos.

O diagnóstico apresentado pelo Fabio está perfeito.
A reflexão, entretanto, deve ser contemplada nas verdades textuais.

Muitas vezes - ou todas, nós da esquerda nos esquecemos dos sanguinários referenciais que tivemos ao longo da história.
A China, visivelmente, abre seu país para a economia de mercado. Num primeiro momento, chamado socialismo de mercado.

Verdadeiramente, o cenário social chinês caminha para a catástrofe, o meio ambiente está totalmente desprotegido. Não há legislação trabalhista. Sob um prisma marxista, o PC Chinês introduziu a luta de classes sem nenhum pudor. A censura vigora e o Dalai Lama só se ferra!

Em suma, abdiquemos de nossas paixões, analisemos os fatos.
Com humildade, façamos a autocrítica. Até um "zé ninguém" como o senhor Miyagui aí do texto, pode nos fazer refletir.

E aproveito a oportunidade para lançar meu próximo livro de auto-ajuda, riquíssimo em conteúdo, o título:

Confie em você, seu Bosta!!!


Abraços!!!

eduardo disse...

poderia gastar, e muito, meus dedos tecendo comentários a respeito do texto colado acima, porém, vou ater-me a poucas palavras.
o grande problema dos países que conseguiram iniciar um processo revolucionário é que quando tirou o poder da mão de uma elite conservadora passou o poder para uma outra elite, e essa mudança de elites no poder acabou sendo denominada "revolução socialista/comunista" vejamos, se na URSS os ideiais ensinados por Lenin fossem melhor seguidos (e nao entro aqui na discussão de Stalin ou Trotsky) a historia seria diferente. se na China os ideiais propagados por Mao tivessem sido levados adiante (mesmo ele sendo Stalinista) a historia hoje seria diferente. Cuba, o país que mais resiste ao imperialismo, quando se der a morte de Fidel (o que o presidente amigo do Lula mais quer) se o sucessor nao souber fazer a ilha caribenha continuar no rumo do socialismo, será mais um prato cheio para os nazi-facistas direitosos que semana passada prenderam um italiano que tinha asilo político no Brasil. ele é acusado de participar da morte de 4 pessoas. mas os facistas italianos nada irão pagar pelas milhares de mortes de comunistas.
enfim, poderia ficar aqui digitando, digitando e digitando, mas como cheguei muito cansado em casa, com pouca capacidade de raciocínio rápido, vou apenas deixar o que já disse como forma de garantir a reflexão sobre o fato.

Reinaldo disse...

O texto é muito ruim e não apresenta nada de novo à reflexão.

A esquerda, de uma forma geral, já conhece os erros e crimes cometidos em nome do socialismo.

A besta fera que escreve o texto é um liberal ferrenho, que divide o mundo entre "esforçados" e "vagabundos" que receberão tudo de mão beijada do estado socialista.

O cidadão não sabe o que é comunismo, nem o que é socialismo.

Falseia a história da China. Ao colocar o direito à propriedade privada como máxima conquista da liberdade daquela nação, ignora completamente os direitos políticos e humanos. Desde que minha empresa ou minhas terras sejam respeitados pelo Estado, foda-se o resto.

Taiwan não é uma ilha de farta renda, a "china dos chineses". É um país de população miserável, onde alguns grandes grupos econômicos ganham rios de dinheiro. Não é reconhecida sequer pela ONU e apenas existe graças ao apoio econômico e militar norte-americano.

Talvez tenha se esquecido que o número de um milhão de mortos do Vietnã não foram causados pela revolução, mas sim pela invasão americana, que acabou derrotada, apesar de absurda desproporção de forças.

Poderia prosseguir contestando cada uma das "informações" do texto, mas é perda de tempo.

Para refletir sobre os erros das experiências socialistas, há textos muito melhores e mais profundos.

Esse é perda de tempo e de espaço. Não merecia estar no blog.

Tucano Reacionário disse...

Nhén nhén nhén... Que prosopopéia flácida para acalantar bovinos...

Que é isso companheiros? Quanta ira no coração dos blogueiros?!?!?!

Justamente agora que o blog mostra sua verdadeira face: a neo-liberal-petista-tucana!

Daniel, parabéns pelo texto! Finalmente algo realmente produtivo foi escrito no blog.

Shidoshi Graziano Nardis é um dos expoentes máximos do tucano-petismo no mundo e merece nosso respeito. Estrategistas da arte ninja são bem vindos ao nosso meio (sim! as técnicas ninjas podem ser importantes no extermínio dos doentes de esquerda).

Seu texto é inteligente e claro. Mostra pra molecada e para os professores de história qual é a real. (quando falo em Real até me emociono)

Mochila nas costas e camiseta do Che Guevara não pegam bem pra ninguém. Essa conversa de esquerda já era.

Vamos ouvir nosso Presidente, tucano-petistas! Não sejamos hipócritas!

Mais uma vez, parabéns Daniel! Brilhante o texto! Se precisar de outras sugestões tenho ótimas dicas para pauta do blog. (Você já leu "A arte da política - A história que vivi", de FHC? Tenho certeza que vai adorar)

Tucano-petistas, uni-vos! Contra a gentalha da esquerda e por um mundo neo-liberal.

Alexandre disse...

Prezado Daniel,


Este texto é muito ruim, anticomunista ao extremo.

Voc~e não devia perder tempo em publica-lo.

Erros todas as organizações humanas já cometeram.

As religiões já mataram mais gente, do que qualquer coisa, nas face da terra.

E nem por isso, sou pelo fechamento das igrejas.

Companheiro, vamos entrar na discução sobre o socialismo ou comunismo, de maneira mais séria.


Atenciosamente,



Alexandre, o comunista

Daniel Lopes disse...

Percebo a dificuldade da nossa esquerda em aceitar opiniões adversas. Em geral, utilizamos rótulos ou estabelecemos pré-julgamentos, a partir daí, passamos a ignorar o todo.

Nosso projeto jamais sairá vencedor com a esquerda que temos.

Ao invés de estudarmos o que os adversários pensam, nos atemos as mesmices orgulhosas, egocêntricas e sentimentais de sempre.
Enfiaram Sun Tzu no lixo!

Enquanto isso Jorjão volta, as coligações perdem vieses programáticos, os debates são de mero expediente e etc. Mas quando analisamos os nossos equívocos: "não precisa disso, sabemos dos nossos erros do passado...".

Discurso e prática com coerência!!!

Para todos nós. E sem rancor, sem mágoa, sem ego.
Se o PT é de massa, porque não estamos lá?
Se o PT é de massa, porque encontro pouquíssimas referencias legitimamente populares participando das discussões do PT?
Se o PT é de massa, por que muitos fogem do confronto direto?

É muito blá, blá, blá.

Reinaldo disse...

Daniel:

O texto é ruim, muito ruim e isso é irremediável.

Não pelo ponto de vista que apresenta ou pelas críticas que faz.

O autor apenas enuncia uma série de mentiras, com suave pitada de meias verdades.

Devemos estar atentos ao que nossos adversários pensam. Mas esse é um boçal. Nada acrescenta.

O primeiro erro foi postar essa "coisa". Defendê-lo seria um erro ainda maior.