14 março, 2007

Novo líder

O deputado Simão Pedro é o novo líder da bancada do PT na Assembléia Legislativa de São Paulo, após derrotar o Sorocabano Hamilton Pereira na disputa interna.

O resultado surpreende. Pessoas bastante próximas a Hamilton davam a eleição para a liderança como certa e ele era o candidato do chamado "campo majoritário" do Partido.

Pelo resultado da disputa, o tal campo é cada vez menos majoritário.

5 comentários:

paulo henrique disse...

Lamento decepcioná-lo, mas o candidato do "campo" foi mesmo o Simão. A virada se deu em condições, digamos, pouco simpáticas aos que criticam o pragmatismo.
Hamilton recebeu 09 dos 20 votos, todos eles de deputados que o ajudaram a construir um programa, que esperamos agora seja adotado pelo companheiro eleito, Simão Pedro. Alguns dos que votaram em Simão, também participaram da elaboração dessa proposta de gestão, mas estranhamente, entre segunda-feira a noite e terça pela manhã, mudaram de opinião.
Esse pragmatismo, até eu estranho.

Fábio Correa disse...

Como eleitor do Dep. Hamilton fiquei muito surpreso e até decepcionado. No entanto, Simão Pedro é também um valoroso deputado e com certeza encaminhará bem na Assembléia o papel de oposição ao governo Serra.

Reinaldo disse...

Como disse, companheiro, o campo é cada vez menos majoritário.

Para que isso ocorra, antes das eleições internas, é porque muitos ex-integrantes da Articulação estão mudando de lado. Buscando um novo "núcleo hegemônico".

São relações muito estranhas. Ao que consta, por exemplo, o "grupo da Marta", também conhecido como PTML, teria apoiado Hamilton.

Outros, que apoiaram Simão Pedro, eram membros da Articulação há pouco tempo.

Simão Pedro faz parte do coletivo "Garantia de Luta", que, no contexto no III Congresso, alinhou-se ao grupo que redigiu a "Mensagem ao PT".

Que zona, não?

Quero ver SNI conseguir mapear esse partido! O PT é a prova de ditadura!

De qualquer forma, todos são do PT e seremos bem liderados.

* * *

Eu, porém, acredito que a definição de lideranças, num partido de esquerda, deveria seguir uma outra lógica, baseada na rotatividade, na alternância entre capital e interior, entre correntes (correntes ideológicas).

Enfim, no fortalecimento do partido.

paulo henrique disse...

Pior é que a distância entre os petistas da capital e os do interior é maior do que se possa imaginar.
Por isso não creio que o alinhamento com essa ou outra tese tenha interferido no processo. Por exemplo, Ênio Tato que na véspera disse abominar a "mensagem" e que votaria no Hamilton por isso, votou em Simão Pedro, assim como outros do PT LM.
Concordo que o Campo Majoritário já não existe mais. Como partido de esquerda e de massa, a tendência é que o Congresso construa uma nova maioria, que esperamos, seja mais a esquerda que a atual.
Mais exemplos como o da eleição da liderança me fazem cada vez menos crente nisso. Hamilton construiu sua base num programa e acabou sendo derrotado por algo ainda muito obscuro. Até tenho elementos pra apontar os reais motivos dessa reviravolta, mas acho que esse não é o fórum pra explicitar esses dados.
O que sei é que as teses estão dando um nó na cabeça dos petistas. É preciso olhar as teses com muito cuidado, porque elas nem sempre são o que parecem, tem truqueiro demais nessa mesa e isso confunde minha limitada compreensão.
Ao final, não me surpreenderei se houver, na ocasião dos projetos de resolução, a fusão de três ou quatro teses, aparentemente, opostas.
Acho que o melhor exercício para o momento é debater idéias e conceitos, sem se preocupar em quem as escreu, ou quem as está defendendo.
É difícil, mas acho que só assim aproveitaremos o processo.

Reinaldo disse...

Companheiro PH:

A nós, simples mortais, resta discutir idéias. É isso que fazemos aqui e acredito que seja o melhor caminho.

"Algo muito obscuro", companheiro, é o chamdo "lado negro da força".

Segundo a tradição Jedi, quando você permite que a raiva entre em seu coração e deixa a serenidade de lado, você é levado para o "lado negro da força". Deixa de ser um companheiro Jedi e se torna um Lord Sith.

E o "lado negro da força" é responsável por coisas estranhas no PT. Não só na assembléia. Em Sorocaba, muito recentemente, o "lado negro da força" levou os companheiros Jedi aos tapas.

Mestre Yoda que nos perdoe.

E que a força esteja com você.