06 julho, 2007

Bicicletas em Paris

Enquanto nosso alcaide, Vitor Lippi, faz empréstimos milionários para construir novas avenidas, acreditando que irá resolver o problema do trânsito, outros países, um pouquinho mais evoluídos que nós, seguem outro caminho.

Segundo divulgado pelo sítio da BBC-Brasil, a prefeitura de Paris criou um sistema de aluguel de bicicletas com o objetivo de melhorar o trânsito e também diminuir a poluição da capital francesa.

No total, 10,6 mil bicicletas serão colocadas à disposição dos parisienses em 750 "estacionamentos" espalhados pela cidade.

O sistema, chamado Vélib, começa a funcionar a partir de 15 de julho. É preciso pagar uma assinatura, que pode ser anual, semanal ou diária, o que permite que os turistas também aluguem as bicicletas.

O valor da assinatura diária é de apenas 1 euro, menos do que uma passagem de metrô ou de ônibus, que custa 1,50 euro.

A bicicleta pode depois ser devolvida em qualquer um dos inúmeros estacionamentos do sistema Vélib.

O objetivo da prefeitura é que as pessoas utilizem o sistema como um meio de transporte e não conservem a bicicleta o dia inteiro.

"Além de desestimular o uso de carros e diminuir a poluição, o Vélib também tem o objetivo de reduzir a lotação nos metrôs e ônibus", disse à BBC Brasil Bernard James, da direção dos Transportes da prefeitura de Paris.

Segundo ele, 371 km de ciclovias foram construídos na capital nos últimos anos.

A prefeitura também já anunciou que o número de bicicletas do sistema Vélib irá praticamente dobrar, de 10,6 mil atualmente para 20 mil, até o final do ano.

2 comentários:

Anônimo disse...

Maravilhosa a idéia,mas será que o "povinho" sorocabano(ou melhor brasileiro)trocaria o carro por bicicletas?Acho que não.É preciso mudar a mentalidade e a cultura infuenciada pelos nortes-americanos.

alexandre disse...

Eu utilizo ônibus, que é um transporte público. E isto por uma questão de conceito, pois defendo o uso do transporte de massa.
A utilização do transporte individual vêem a cada dia exaurindo recursos naturais do planeta.
Quanto ao empréstimo, seria melhor a prefeitura de Sorocaba, comprar ônibus novos, com ar condicionado, e também REDUZIR o preço das passagens, assim a população utilizaria mais este transporte.