21 agosto, 2007

Quanto custa um partido?

Semana passada olhando os anúncios num quadro no prédio de História da USP, vi uma chamada que me deixou alarmado:

Uma organização esta pagando R$ 400,00 por mês para quem conseguir colaborar para as 438 mil assinaturas necessárias para a formação do "Partido Federalista" (PF), que iria lutar no congresso pela autonomia dos estados Brasileiro.

As aspirações separatistas das elites do centro-sul do País, sempre desprezaram os estados do Norte e Nordeste, existe um pensamento em defesa do separatismo que vem ganhando força nos últimos anos, em São Paulo o percebemos muito bem nas eleições de 2006.

Com dizeres do tipo: "não mais sustentaremos Brasília" e "quem elegeu Lula foram os famintos e ignorantes nordestinos", o pensamento deles é muito simples: "São Paulo é a locomotiva do país e sustenta a todos, imaginem se São Paulo deixasse sustentar o Brasil o que seriamos!"

Eles estão a colher assinaturas e Sorocaba é a segunda cidade com o maior número de bolsistas no estado, são cinco pessoas recebendo para fazer campanha nos seguintes bairros (Jr. Paulistano, Jr. Emília, Colorau, Jd. Simus e Centro)

Segundo o site, eles precisam de 438 mil assinaturas. Se cada funcionário do grupo conseguir mil assinaturas em dois meses (o que não é difícil), eles necessitariam de 836 pessoas em todo o país para formar um novo partido, o custo disso seria em torno de 670 mil reais.

Deu pra perceber que pra quem tem dinheiro é muito fácil e muito barato erguer um partido neste país. Por isto não vejo saída para o país sem a reforma política!


Algumas propostas do PF:

Separação dos estados cada qual com a sua própria constituição, fim da tributação das empresas, bipartidarismo, fim das leis trabalhistas, contra as cotas raciais, favoráveis a pena de morte, incremento da estrutura militar, entre outras.

Um comentário:

Martinho Milani disse...

fabio

o nome do livro que trata da arquitetura colonial das classes dominantes em sorocaba é
" a vila tropeira de nossa senhora da ponte de sorocaba" e a autora Lucinda Ferreira Prestes.

abraços