09 maio, 2008

Faz pouco tempo, mas recordar é viver. Obrigado, Agripino.

Um comentário:

Fábio Cassimiro disse...

putz que cara de manana que ele ficou. ridiculo