10 outubro, 2008

Da necessidade do resgate das melhores tradições da esquerda sorocabana

Depois de um processo eleitoral bastante intenso, com resultado muito aquém das expectativas para o PT, embora positivo para o nosso grupo, em virtude de nosso crescimento de 75%, colocamo-nos a refletir sobre o PT sorocabano, agora, quando o cansaço já não é grande e a lucidez se cristaliza.

Mais do que não gostar do PT, há uma camada de sorocabanos que, decididamente, tem preconceito ao PT. Não nos aceitam. Querem de fato, extirpar "esta raça" de nossa cidade.

O PT cresceu no confronto, nos desafios, nas afrontas ao sistema. Éramos tidos como loucos por alguns, corajosos por outros. Mas todos temiam e respeitavam o PT. Quantas manifestações fizemos em praças públicas. Quem não se lembra do circo do desemprego, promovido pelos sindicalistas na era FHC...

A concepção de frente de esquerda, com várias correntes de pensamento, está fazendo com que o partido diminua seu espaço na sociedade em detrimento da luta partidária. Como resultado: encolhemos. E muito.

Estamos na defensiva na sociedade. Não há outro caminho a não ser ir para o confronto. De maneira inteligente, é claro. Reverter este pensamento conservador que se alojou em nossa cidade, voltar a vestir nariz de palhaço, ocupar a Câmara, elaborar boletins. Enfim, enraizar novamente a luta de classes em nossos corações e mentes.

O PSDB deve ser combatido. Não há espaço para oposição propositiva. Não há espaço para diálogo. Não há espaço para ficarmos legitimando as ações do PSDB em nossa cidade. Acabar com os acordos na Câmara Municipal.

Reconquistar nossas bases históricas e avançar nas bases tucanas será nossas tarefas. Nossa trincheira não pode se resumir aos sindicatos, à sede ou ao bar Depois. É chegada a hora de vestirmos a camisa do PT e irmos caminhar na pista do Campolim, fazer feira em Santa Rosália e nas demais áreas burguesas. Sem medo!

Resgatar os jovens ao pensamento progressista é intervir nas universidades e nas escolas.

É a emoção calculada que deve pautar nossos passos novamente.

Eu tenho orgulho de ser petista, de esquerda, socialista!

3 comentários:

eugenio disse...

"Não há espaço para oposição propositiva. Não há espaço para diálogo. (...) Acabar com os acordos na Câmara Municipal."

Não seria o temor de um pensamento tão radical o motivo do fracasso do PT na cidade?? (Sim, fracasso relativo, pois um crescimento desse porte como o seu nunca poderia ser chamado assim) Não teria sido o voto contra o PT um voto contra a ingovernabilidade da cidade??

Um abraço

Daniel Lopes disse...

Oi, Eugenio!

Obrigado pela contribuição ao debate.

É momento de discutirmos que rumo o partido deve tomar para voltar a se fortalecer na sociedade. A meu ver, não há como fazermos oposição "mais ou menos".

Precisamos, inicialmente, demarcar território, mostrar que nos diferenciamos deste projeto em voga.

Oposição firme não é o mesmo que oposição irresponsável. É assim que o PSDB age em âmbito nacional.

Defendo a mesma postura para o PT aqui em Sorocaba.

Todavia, quero inaugurar este debate para que tenhamos uma linha política que nos faça crescer; por isso sua opinião é de grande valia.

Forte abraço!

Cláudio disse...

Na última gestao os vereadores do PT trabalharam dentro dos gabinetes dos secretarios de Vitor Lippi, isso precisa mudar! O PT precisa voltar a fazer oposição.

O que eles ganharam se aliando ao PSDB? Somente o França foi reeleito! Será que se reelege outra vez?