18 fevereiro, 2009

Izídio quer suspensão do IPTU e das taxas de água e esgoto para desempregados

O vereador Izídio Correia (PT) protocolou dois requerimentos solicitando ao Prefeito Vitor Lippi a suspensão, por seis meses, do pagamento do IPTU e das taxas de água e esgoto para aqueles trabalhadores "que perderam seus empregos por conta da crise econômica". Estas foram as primeiras medidas tomadas pela bancada do Partido dos Trabalhadores após a audiência pública, convocada pelo vereador Hélio Godoy, realizada na Câmara dos Vereadores de Sorocaba, no último dia 16, que debateu a crise econômica internacional.

Naquela oportunidade, os professores doutores em Economia da Universidade de Sorocaba, Ludwig Plata e Flaviano Lima expuseram em detalhes – para uma platéia composta por menos da metade dos vereadores que compõem a Câmara Municipal – as raízes e desdobramentos da crise que teve sua origem nos empréstimos imobiliários de baixa segurança (subprime) nos Estados Unidos. Plata apresentou dados e expectativas de crescimento para este ano: a economia mundial deve crescer em torno de 3%; o Brasil deve acompanhar este índice, mas os EUA não devem passar de 1,7%.

O professor Flaviano Lima trouxe números de Sorocaba. O PIB da cidade está em torno de R$ 12 bilhões, alavancado principalmente pelos setores de serviços e indústria. E propôs a criação de um grupo local, reunindo sindicatos de trabalhadores, empresários, universidades e poder público, para monitorar os desdobramentos da crise econômica. Lima elogiou a forma como o governo federal vem enfrentando a crise.

4 comentários:

josé disse...

desculpe, mas não passa de uma propostinha "clássica" e que todos sabemos o final.
Preferia que pedisse a CPI da adutora, da merenda, do transporte....
será que teremos oposição nesta cidade? A votação dos cargos dos vereadores mostram que não

Reinaldo disse...

Com relação a observação sobre a votação da criação de novos cargos na câmara municipal, nao posso deixar de concordar. A bancada de vereadores do PT perdeu uma grande oportunidade e deixou se guiar pelo puro oportunismo.

Sobre a idéia de isenção de IPTU e taxa de água, acho que pode, sim, ser uma boa idéia. Com ressalvas.

Assim que um trabalhador perde o emprego, recebe verbas indenizatórias e, depois o seguro desemprego. Há dificuldades, mas os seis primeiros meses não são tão duros.

Digo isso por experiência próprio. Depois de passados os seis primeiros meses, quando o dinheiro da FGTS acabou, e também o seguro desemprego,
se o trabalhador continua sem trabalho, é nesse momento em que a situação fica feia.

E, pela proposta do Izídio, é quando ele deverá voltar a pagar o IPTU e a taca de aǵua.

Além disso, a isenção da taxa de água deve obedecer um limite de consumo máximo, até mesmo para não causar desperdício.

Por outro lado, a forma como a proposta foi encaminhada, mostra uma mudança de cultura política do PT em Sorocaba. Uma mudança para pior.

Em outros tempos, após discussão com a base, o partido mobilizaria vários setores, incluindo militantes, sindicatos e igreja, fazendo reunião e, pelo menos, colhendo assinaturas, usando o problema para politizar as pessoas.

Hoje, protocola um requerimento e divulga para a mídia.

De fato, é um retrocesso.

Marcia Regina disse...

Senti falta neste blog de uma análise mais rigorosa sobre a votação de novos cargos, que foi unânime, por que os vereadores do PT não foram contra, qual a justificativa?

josé disse...

porque os vereadores do pt não foram contra?