27 março, 2006

45 motivos para não votar no PSDB!!! em 9 partes...

1. Em1995 quando o PSDB e Geraldo Alckmin assumiram o governo do estado de São Paulo a participação paulista no PIB nacional era de 37%, segundo a Fundação SEADE. Em2004 esta participação caiu para 32,6%, demonstrando portanto, que graças aAlckmin o estado de São Paulo perdeu 12% de toda a riqueza nacional. Istosignifica menos crescimento econômico, menos geração de renda, menos salários emenos empregos a população paulista.

2. Em virtude desta queda dedesempenho da economia de São Paulo e a inexistência de políticas públicas degeração de trabalho e renda a taxa de desemprego chegou a 17,5% e ao longo dodesgoverno tucano de Alckmin cresceu 33,6% (1995-2005), segundo o IBGE. A taxade desemprego em São Paulo é ainda maior que a taxa média nacional, que é de10,9%.Vale ressaltar que durante 8 anos tivemos a dobradinha nefasta entre PSDB no Estado de SP e no Governo Federal para produzir tais taxas. Se não bastasse isso, para agravar ainda mais a taxa de desemprego, Alckmin reduziu em R$ 9 milhões o orçamento da frente de trabalho.

3. Governador Alckmin, à época presidente PED, foi o condutor de todo o processo de privatização, arrecadando entre 1995-2000 em valores correntes R$ 32,9 bilhões, destes, cerca de 72% (R$ 23,9 bilhões) obtidos pela venda do setor energético de São Paulo. Contudo, apesar desta enorme soma arrecadada, o Balanço Geral do Estado mostra que, a dívida consolidada do Estado cresceu de R$ 34 bilhões em 1994 para R$ 138 bilhões em 2004, um crescimento real de 33,5%, utilizando-se o indexador IGP-DI. Portanto, Alckmin vendeu 2/3 das empresas estatais do estado e mesmo assim a dívida consolidada cresceu ao longo de seu mandato. O absurdo: Geraldo ainda mente ao dizer que houve saneamento das finanças e se auto-intitula um “grande gerente”.

4. No exercício financeiro de 2003 o Estado de São Paulo, desgovernado pelo PSDB de Geraldo Alckmin, atingiu um déficit (receita menos despesa) em suas contas de mais de 572 milhões de Reais.

5. Com o desgoverno tucano São Paulo perdeu R$ 5 bilhões na venda do Banespa. Considerando o valor pago pelo Santander e o montante total da dívida do Banespa com a União e que foi paga às pressas por Alckmin para que o Santander comprasse um Banco sem dívida, houve um prejuízo de mais de R$ 5 bi que deveriam ser investidos na área social mas que Geraldo preferiu doar a uma empresa multinacional da Espanha.

3 comentários:

CCCP disse...

Não se pode negar que o rapaz é audacioso! No meio do que grande parte dos analistas chamam de maior escândalo institucional da história republicana (os jornais de hoje, 28/03/06, implodem o restinho de PT que ainda restava), se sai com essa manobra diversionista de amontoar um punhado de números, provavelmente dentro daquela famosa tática política do "não importa se o número é verdadeiro, desde que ele diga o que nos interessa mostrar", ao invés de encarar os fatos que se apresentam. Onde vão os tempos em que a militância petista orgulhava-se de enaltecer as "virtudes" do partido guardião da ética ? Agora tudo que conseguem é falar mal do PSDB ? Porque essa insistência manisqueísta em agir como se houvesse esse dualismo na sociedade entre PT e PSDB ? O dualismo que existe é entre honestos e pilantras, trabalhadores e mensaleiros, pobres humildes que dizem a verdade e ricos poderosos que mentem descaradamente, filhos do Zé Povinho que ganham do pai um boa sorte para enfrentar a vida e filhos de presidente que ganham empresinha de vídeo-game que nasce valendo R$ 5.000,00, classe média que paga as próprias contas e presidente que tem amigo para pagar suas dívidas fraternal e secretamente etc etc etc etc. Diversionismo é uma tática política que quando bem usada pode até trazer bons resultados, embora seja arma de calibre pequeno perto da artilharia pesada que vem por aí. Aliás, é esclarecedor que se busque utilizar os métodos em que era mestre o sr. Paulo Maluf para encobrir a podridão que o PT teima em fazer de conta que não é com ele.

CCCP disse...

Correção: onde está escrito "manisqueísta" leia-se maniqueísta (erro de digitação) e onde está escrito R$ 5.000,00 leia-se R$ 5.000.000,00 ( e minhas desculpas ao filho do Lula por tê-lo subestimado...)

Anônimo disse...

Para, CCCP!!! Que você é tucano já tah bem claro.
Não tah contente, bate asa e sai fora!!!
Procure um blog mais a sua cara!!!