19 março, 2006

STJ proíbe prévias do PMDB - Partido realiza "consulta"

O imparcial presidente do STJ, ministro Edson Vidigal, pré-candidato ao Governo do Maranhão pelo PSB concedeu uma liminar ao pedido feito pelo deputado federal Aníbal "Orange" Gomes e proibiu a realização das prévias do PMDB, que ocorreriam hoje para definir seu candidato à presidência da república, Rigotto ou Garotinho.

A direção do Partido insiste na realização das prévias, desta vez com o eufêmico nome de "consulta partidária". Michel Temer e os advogados do PMDB insistem na possibilidade de que essa consulta seja reconhecida como prévias. A diferença é que o candidato escolhido em uma prévia teria seu nome homologado automaticamente na convenção nacional do partido, marcada para junho. Caso o processo seja considerado uma consulta, seria preciso passar ainda pela votação de delegados nacionais antes da homologação.

A verdade é que a ala governista do partido quer "abocanhar" a vice-presidência de Lula. Esse também é o desejo do presidente que, com essa aliança, fica muito próximo da reeleição.

O partido é rachado e, normalmente, nessas disputas internas todos os filiados perdem. Por enquanto ganham Sarney e Calheiros. E Lula, é claro!

2 comentários:

PATRICIA GOMES disse...

Sabe Luciano é um absurdo o que estão fazendo com o PMDB. Um partido grande, forte, com uma representação em 99% em todo Brasil, mais de 1000 prefeitos, mais de 8000 vereadores não tem como ficar de fora da campanha presidencial.

Como diz o Senador Mão Santa "deixar o PMDB fora da campanha presidencial seria como deixar o Brasil fora da copa do mundo"...vc já imaginou isso? Com certeza nenhum brasileiro nem pensa nesta possibilidade...assim como nenhum PMDBISTA está pensando...

As prévias demonstraram a vontade, o anseio pela candidatura própria e é por ela que iremos brigar e lutar...as manifestações em meu Estado - Piauí- assim como em todo Brasil, foram manifestações claras que não queremos estar junto ao PT.

Pode até ser que o POder Judiciário tenha impedido as prévias, mas a consulta informal foi realizada e agora mais do que nunca estaremos unidos em prol deste objetivo...

Iremos trabalhar porque não podemos perder nossa identidade, nossa história...e quando for em junho nas convenções iremos mostrar a força do nosso Partido...o PMDB não é objeto, nem coisa para o PT querer e tentar dominar...

Realmente o partido é rachado vc tem razão, mas pelo que conheço do PMDB depois de tomarmos uma decisão todos a seguem e a decisão será tomada em junho na convenção que irá decidir pela candidatura própria...pq é isso que almeja todos filiados...

Termino minhas palavras dizendo...

"Um partido forte como o PMDB não pode ficar no banco de reserva, temos que entrar em campo e o momento é esse...o momento é agora....".

Luciano queria parabenizá-lo pela matéria...

Um grande abraço de alguém que lhe admira muito.

Patricia Gomes
Vereadora de São Félix do Piauí

daniel lopes disse...

Muita bacana saber que temos uma Vereadora do outro lado do Brasil que nos prestigia. Desde já, agradeço a atenção e o carinho.

Penso que o PMDB em nada lembra o "manda brasa" de tempos atrás. Atualmente, percebemos muitos políticos que, antes eram de partidos de extrema direita (PFL, PP, p.ex.), habitam no PMDB. Mão Santa, em um de seus pronunciamentos, mais precisamente ontem, disse que o Brasil precisava "apagar esta mancha vermelha e corrupta que é o PT".
Com isto,ressalto ser o PMDB, um partido de várias grandes frentes de pensamento: direita, esquerda se digladiam dioturnamente. Assim sendo, é o mesmo que vários médios partidos dentro de um só, portanto, entendo ser natural estas disputas, seja prévia, consulta ou interrupção por meio de liminar. Garantir esta unidade é algo que o PMDB jamais conseguirá.

Por mais que o PMDB tenha Garotinho como candidato, tenho dúvidas se Quércia, Sarney, Renan Calheiros, entre outros caciques, prefeitos do interior do Brasil, apoiarão.