25 maio, 2006

Advogado preso por desacato em CPI "conhece" São Roque

O advogado Sérgio Weslei da Cunha, que participava de acareação na CPI do Tráfico de Armas, foi preso por desacato pela Polícia Legislativa. Os deputados da CPI alegam que ele desrespeitou a Câmara ao responder ao deputado Arnaldo Faria de Sá.

O parlamentar disse ao advogado: "você aprende rápido com a malandragem". Ao que Weslei respondeu: "aqui a gente aprende rápido". Ele recebeu voz de prisão por desrespeitar funcionário público em exercício e saiu algemado da sessão da CPI.
Ele será encaminhado para a Polícia Federal, mas deve pagar fiança e ser liberado. Assim que ele sair, a acareação será retomada.

"Ele já vem provocando os membros da CPI desde a última sessão. Os membros não pdem tolerar uma situação como essa. Se não tomarmos uma posição agora, ficaremos desmoralizados", afirmou Arnaldo Faria de Sá antes da prisão.

O advogado já é denunciado pela Justiça de São Roque por estelionato com agravante de coação de testemunhas por duas vezes.

2 comentários:

azoazul disse...

O advogado é da região ou atuou por aqui por acaso?
De quando são as denuncias?
Em que resultaram?
São Roque sempre a frente....rsrsrs....

CCCP disse...

Gostei da parte em que o deputado diz "se não tomarmos uma atitude agora, seremos desmoralizados"... Alguém acorde o tiozinho, por favor !