01 junho, 2006

Eu tenho horror a pobre!

Muitos criticaram as afirmações do governador Cláudio Lembo, a respeito da "elite branca". Seria um exagero da parte dele. Hoje tivemos a oportunidade, no Jornal da Ipanema - segunda edição - de observar como pensa a tal "elite branca".

Foram convidados a deputada Zulaie Cobra e o ex-prefeito de Sorocaba, Renato Amary. Além das besteiras de sempre, que não mereceriam qualquer nota, Zulaie Cobra disse que o problema do Brasil são "aqueles que ganham menos de dez salários mínimos e votam no Lula, miseráveis sustentados pelo bolsa família" e que "aqueles que ganham mais de dez salários mínimos, que são formadores de opinião, votam no Alckmin."

Além do preconceito demonstrado, pela lógica da deputada, o picolé está ferrado.

Cara deputada Cobra: eu não ganho dez salários mínimos, mas sou limpinho. Não me odeie tanto, apenas por não votar no picolé.

E por fim: será que nenhum membro do Ministério Público ouve o famigerado programa de jornalismo de que falamos? Por que Amary e Cobra fizeram campanha antecipada a dar com pau, desavergonhadamente. Esperemos que o pessoal do MP não esteja dormindo em berço esplêndido.

6 comentários:

CCCP disse...

Amigo, Reinaldo, noves-fora o fato de que o que a deputada Zulaiê fala no mais das vezes não merecer mesmo muita atenção, não se pode perder o foco de que não o salário, mais a informação é que deveria ser preponderante na hora da decisão do eleitor.
Assim, embora tenha a opinião de que os candidatos ora apresentados são uns piores que os outros (e vice-versa), é fato de que o terreno da discussão, quando há informação dos dois lados é fértil para o jogo democrático e, ali, o jogo é jogado e que vença quem tiver mais votos.
O que não se pode deixar de admitir é que políticas assistencialistas, desinformação nutrida pela pobreza e pelas outras inúmeras barreiras existentes e o descaso, ou omissão planejada mesmo, com as políticas de educação, criam uma realidade distorcida na época de eleições, fato este que se repete desde sempre, basta relembrar do Collor, do FHC e seu real valendo um dólar e agora o Lula, o anti-oráculo, aquele que nada sabe, nada vê, e sua bolsa-esmola.
Espero estar vivo para ver como se sairão os candidatos quando a totalidade da população tiver frequentado ll anos de escola, o que é que eles vão inventar.

Obs: A propósito, vc não ganhar os tais 10 salários-mínimos é exemplo do nível dos candidatos que temos à disposição...

Patrícia disse...

Adorei o seu comentário Reinaldo.
Mas, tem um fundamento o comentário dela, afinal não votei nela, talvez pq ganhe muito menos que 10 salários mínimos...mas com uma contradição, jornalista é formador de opinião e tem piso salarial bem menor que 10 salários mínimos.
Seríamos o "quarto poder" burro e pobre ? Deveriam ter perguntado isso a ela, afinal a entrevista é realizada por jornalistas, que ganham bem menos que 10 salários mínimos. Será que ela em razão com relação ao formador de opinião ?
Realmente as máscaras sempre caem e a verdade pode ser percebida, através das entrelinhas ou em mensagens subliminares, mas nesse caso...ficou óbvio o preconceito da tal deputada.
Um absurdo, posso processá-la por ter me sentido agredida moralmente ?
Super Daniel me responde, please.
Acredito Reinaldo que vc deveria mandar uma carta para os jornais, acerca desse repulsivo comentário.
Um assunto como esse, não deve ficar apenas em blog. Deve ser divulgado como um alerta a nós "pobres" mortais.
Mande aos jornais.

azoazul disse...

O que é pior....
é que tem muita gente que ganha "menos de 10 salários minimos" que votaram e provavelmente vão votar nesses individuos...

azoazul disse...

Ah...antes que algué diga que sou analfabeto....

corrigindo o erro deconcordância:

tem muita gente que votou e vai votar nesses individuos....
rsrs...

Anônimo disse...

What a great site, how do you build such a cool site, its excellent.
»

Anônimo disse...

I find some information here.