03 agosto, 2006

Chávez é sucessor político de Fidel


O líder cubano Fidel Castro abriu caminho para seu colega venezuelano Hugo Chávez ser seu "sucessor político" em termos internacionais.

A opinião é do analista venezuelano Ángel Garrido, autor de vários livros sobre Chávez, e do respeitado professor de Relações Internacionais da Universidade San Andrés, o argentino Juan Gabriel Tokatlian.

Para eles, as revoluções cubana, comandada por Fidel, e bolivariana, liderada por Chávez, têm em comum a aversão ideológica aos Estados Unidos, o questionamento do poder de Washington e a relação com países rejeitados pelo governo americano – como foi a antiga União Soviética para Cuba, e como é o Irã, entre outros países do "eixo do mal", para Chávez.

Em sua última viagem internacional à cidade argentina de Córdoba, antes de ter sido internado, Fidel Castro disse a Hugo Chávez: "Eu lhe escuto com atenção. Sou seu aluno".

As declarações foram ouvidas pelos presidentes do Mercosul, que há duas semanas se reuniram na cidade, junto com Fidel e Chávez.

Em muitas outras oportunidades, recordou Ángel Garrido, Fidel disse publicamente que o presidente venezuelano é seu "sucessor".

"Fidel vê em Chávez a pessoa que dará continuidade ao seu projeto revolucionário no continente", afirmou Garrido.

"Mas ainda falta para Chávez calçar as botas do líder cubano."

Para Garrido, um é o pai (Fidel) e o outro (Chávez), o filho político.

fonte BBC-Brasil

Um comentário:

Daniel Lopes disse...

A morte de Fidel, para mim já consolidada, embora tentem esconder, representará muito, tanto do ponto de vista simbólico como na conjuntura política do Continente americano.

Confesso que jamais imaginei que Fidel fosse morrer...não sei, é meio inconcebível.

Será que Cuba continuará sendo uma país socialista e, portanto, barrado pelo bloqueio, impedindo seu desenvolvimento econômico, aceitando Hugo Chavez como a maior referência ou aceita ajuda estadunidense, tendo em vista declaração recente de autoridades???