03 setembro, 2006

Fazendas do Brasil usam pobres como escravos

Um artigo intitulado "Escravos da Floresta", publicado neste domingo no jornal britânico The Sunday Times, afirma que os fazendeiros da Amazônia não estão apenas destruindo o meio-ambiente, mas também usando brasileiros pobres "para fazer seu trabalho sujo, deixando-os endividados, presos em cativeiro e abandonados".

De acordo com dados citados na reportagem, pelo menos 25 mil pessoas estariam vivendo em escravidão no Brasil, trabalhando sob um calor extremo, em condições terríveis, muitas vezes presos por dívidas criadas por seus empregadores.

Esses homens deixam suas cidades de origem depois de ouvirem promessas de trabalho com bons salários e excelentes condições de moradia na Amazônia. Eles seriam recrutados pelos "gatos", funcionários de ricos fazendeiros da região amazônica.

Quando chegam a seu destino, no trem conhecido como "Expresso da Escravidão", os trabalhadores "são informados de que devem dinheiro aos proprietários das terras pelos gastos com a viagem, então começam a trabalhar já endividados", afirma o The Sunday Times.

Um comentário:

Rafael disse...

Depois de tanto trabalho, durante quase 400 anos de escravidão verificarmos um abuso sem limites como este é uma falta de vergonha e um desrespeito contra todos os cidadão livres e de boa fé do mundo.
A idéia de superar o adversário, lucara acima de tudo sobre uma sociedade calcada em um estrutura patriarcal escravista e capitalista é o fim do mundo