25 setembro, 2006

Watergate?

Na coluna painel da folha, só para assinante, está a pequena notinha de apenas duas linhas que diz:

"Trote?
A Polícia Federal considera grande a possibilidade de não ter havido grampo em telefones do TSE, e sim um erro da empresa que fez a varredura."

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marco Aurélio Mello, declarou ao jornal Valor Econômico que, o objetivo do grampo foi realizar algum tipo de chantagem contra os ministros que vinham se destacando pelo rigor em seus votos, nos quais condenaram a campanha de Lula à perda de vários minutos de campanha.

E agora, Marco Aurélio? Watergate? Pede para ir ao banheiro e sai.

Para não perder a piada:

Sabe o que é um urubu na política brasileira? Um tucano togado.

4 comentários:

Anônimo disse...

O Poder Judiciário, assim como o legislativo ou o executivo, tem uma natureza política.
É mais justo, porém, que os integrantes da corte suprema fossem eleitos pelo povo, ao invés de tentar influir nas eleições para os demais poderes.

Voltaire disse...

Marco Aurélio Mello está mais para árbitro do futebol do que para Magistrado.
E apita para o time da casa, no caso, o PSDB.

Voltaire disse...

Marco Aurélio Mello está mais para árbitro do futebol do que para Magistrado.
E apita para o time da casa, no caso, o PSDB.

Voltaire disse...

Marco Aurélio Mello esta mais para árbitro de futebol do que para magistrado.
E sempre apita a favor do time da casa. No caso, o PSDB.