30 dezembro, 2006

Foi-se.

Faleceu, cerca de 60 minutos atrás, Saddam Hussein, enforcado. Deu na CNN.
Saddam já faz parte da história. Um ditador sanguinário que não poderia ter sido morto desta maneira.Sua morte é comemorada por muitos, protestada por outros tantos adeptos.
O que sua morte ocasionará no Iraque? É a pergunta que me faço.
O recado:
Os Estados Unidos da América, através de seu Presidente também sanguinário, querem mostrar ao mundo o que ocorrerá com quem se atrever a desafiá-los.
E que ninguém acredite que esta corte iraquiana que julgou Saddam era isenta!
Ressalto: Saddam era um ditador sanguinário!
Questiono-me: e a soberania dos países? Os Diretos Humanos?
Os EUA, tempos atrás, financiaram golpes militares em toda América Latina, inclusive aqui. Com a desculpa de combater o avanço comunista. Hoje é lá no Iraque; é o petróleo que eles querem.
Reflito: a maior reserva de água potável do mundo está aqui no Brasil. E está acabando! Pensemos...

Um comentário:

almeida2.blig.ig.com.br disse...

É pra começar a se coçar... tem fundamento seu raciocínio... devemos sim, nos cuidar.

Que tal Angra 1 começar a se preparar. para o que realmente foi projetada?