12 março, 2007

As aventuras de ViVi num reino de caroços

Parte I

Tinha um sabonete no meio do caminho
no meio do caminho tinha um piso
um piso que mais parecia um sabonete.

Era uma vez um rei que gostava muito de grama, mas não era qualquer grama, tinha que ser uma especial - a "Esmeralda", do tipo Morumbi. Construiram-se praças e pistas de caminhada, não importava se elas ficassem longe de onde as pessoas morassem, o importante era que se plantasse muita muita "grana".
Neste reino tinha um rei megalomaníaco e ele tinha também um filho, o menino vivi, que passava o dia jogando caroços aos tucanos da Granja e arrumando muita confusão - quase uma por dia.
O pequeno principe também gostava muito do verde, como seu pai, só que detestava escolas e numa noite escura teve um sonho e acordou determinado a transformar uma escolinha num belo campo de grama esmeralda.
Pai e filho, também gostavam muito de esporte, eles eram também muito inovadores e criaram uma nova modalidade esportiva - o esporte de retaguarda, mais conhecido como Escorregão – que se consistia em criar belas performances batendo a retaguarda no piso.
Daí, Transformaram uma praça chata e anti-derrapante num belo rinque de patinação, ou melhor, escorregão. A bela Praça do Tombo.

3 comentários:

Paulo Henrique disse...

Fábio, dá uma olhada nessa comunidade: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=26402414
O nome dela é "O Piso de Sorocaba é Assassino".
E essa é só uma delas, pelo que vi, existem outras tantas que divulgam a aderencia de nossas vias centrais.
Acho que essas comunidades são verdadeiros celereiros de talentos adormecidos. Uma ótima contribuição ao campeonato de tombos.

Anônimo disse...

Se eu escorregar nesta merda,processo a prefeitura!!!

Patricia disse...

Minha vizinha cortou o pé num piso quebrado