13 setembro, 2007

Sobre o Renan

Particularmente eu acho o Renan Calheiros desprezível, fez parte da base do governo FHC e agora de Lula, é um típico coronel das cercanias do planalto central que vende o seu voto no Senado da mesma forma (e com o mesmo) que compra bois (a preço inflacionado), nenhum pouco diferente de outros tantos políticos da oposição e da base aliada ao governo.

O que me chamou atenção no caso da absolvição de Renan foi o fato de ele ter identificado corretamente seu maior inimigo dentre todos os partidos da cena política brasileira - o Partido da Mídia. Este partido jogou o que pode contra ele numa tentativa de o relacionar com o governo, não conseguiu e ainda amargou uma incrível derrota.

Corrupção e impunidade não é fato novo, mas essas consecutivas derrotas do Partido da Mídia merecem atenção.

3 comentários:

Anônimo disse...

Blá-blá-blá-blá...

Depois de um texto muito bem escrito (como de costume) pelo Reinaldo, volta a mesma baboseira mal redigida. Muito ruim!

ESTE (sic) Partido da Mídia... Blá-blá-blá-blá...

E ainda por cima, temos que ler que Renan não tem nenhuma relação com o governo. Francamente... É hipocrisia que não acaba mais!

Haja paciência... E haja blá-blá-blá!

Fábio Correa disse...

"(...) fez parte da base do governo FHC e agora de Lula (...)". Leia o que critica.

Temos algo em comum...

Concordo com você Anônimo retraído, o Reinaldo escreve de forma magnífica, longe de mim pretender alguma comparação, no entanto posso me orgulhar de ter coragem de assinar o que escrevo, ruim ou não.

Fico muito contente em saber que você é um leitor assíduo deste blog e acho também a sua crítica muito bem vinda.

Anônimo disse...

Que a mídia é um partido opotunista todos sabemos.

Mas um partido que se diz de esquerda como o PT, votar e garantir a absolvição do Renan é uma afronta não só a esquerda do Brasil, mas como de toda a América Latina.

O PT está ladeira abaixo, trilhando um caminho sem volta...