07 fevereiro, 2008

Cartões: governo FHC gastava mais que o de Lula

do blog do Zé Dirceu
O governo anunciou medidas que estabelecem restrições aos seus integrantes para o uso dos cartões corporativos. As medidas foram tomadas na esteira do "carnaval" que a mídia fez em torno da utilização destes cartões. A revista Veja, por exemplo, entregue hoje a assinantes, como não poderia deixar de ser, sob o título "A farra do cartão de crédito" faz uma planfletagem sobre o assunto. Mas, é óbvio que, separado o patrulhamento e o noticiário sensacionalista, o acompanhamento deste fato pela imprensa sempre tem um efeito positivo porque leva as autoridades a aperfeiçoarem os métodos de controle e acompanhamento do uso destes cartões.
Eu mesmo, quando ministro-chefe da Casa Civil, tomei providências a respeito em 2004, quando determinei aos secretários-gerais de cada pasta, que fizessem triagens sobre viagens dos detentores destes cartões no governo. Outros aperfeiçoamentos sempre são possíveis.
Entre as medidas anunciadas agora estão a proibição de saques em dinheiro para pagamento de despesas cobertas pelo cartão, com exceção dos "órgãos essenciais" da Presidência da República, vice-presidência, e ministérios da Saúde e Fazenda, Polícia Federal e escritórios do Ministério das Relações Exteriores fora do país.
O que acho interessante, mas que poucos destacam, é que os cartões corporativos foram criados em 2001 pelo governo tucano do presidente Fernando Henrique Cardoso. E que os gastos com estes cartões, naquele período de governo dele, foram muito superiores aos registrados no governo Lula. Levantamento da CGU - Controladoria-Geral da União - prova que enquanto em 2001 e 2002 (dois últimos anos de governo FHC) os gastos do governo federal com o pagamento destes cartões foram de R$ 213,6 milhões e R$ 233,2 milhões respectivamente, a partir de 2003, portanto desde o primeiro ano de gestão Lula, eles caíram para a média anual de R$ 143,5 milhões.

3 comentários:

Fábio Correa disse...

Lula disse que apoia a formação de uma CPI, mas desde que ela comece a investigar pelo inicio dos cartões, ou seja, no governo FHC, quando os gastos foram bem maiores.

Fábio Correa disse...

Fiz a seguinte pergunta ao Dep. Pannunzio:

Caro Deputado, saudações!

Estou acompanhando a polêmica em torno dos cartões, da CPI e tudo mais. Por isso eu gostaria de saber se na CPI que o sr. defende, pretende-se investigar os cartões desde 2001 quando surgiram, no governo PSDB, ou somente neste governo?

Por quê o senhor acha que no governo Fernando Henrique gastou-se muito mais com os cartões, embora no governo Lula tenha aumentado o número de ministérios e secretarias especiais e consequentemente o número de usuários e de despesas?

Por último, o sr. pretende reaver seus direitos políticos?

Anônimo disse...

Eu não entendi... O FHC é mais ladrão que o Lula???

Eu sempre achei que o Lula devia ser canonizado...