16 julho, 2007

PT e PCdoB - o divórcio

Desde 1989 PT e PCdoB mantinham o casamento político mais duradouro da história Brasileira. Com comunhão de bens.

Eram aliados nas eleições presidenciais, na maioria dos estados e municípios.

O PT indicava o candidato e o PCdoB indicava o vice. Ou um dos candidatos ao Senado. Também coligavam-se nas eleições proporcionais.

O PCdoB dominava (e domina) a UNE, a UBES e a maior parte do movimento estudantil, garantindo a participação do PT.

Já o PT dominava (e domina) a CUT, onde os comunistas participavam através da CSC (Corrente Sindical Classista).

Não se pode negar que o PCdoB foi um dos partidos mais leais ao governo Lula (em certos momentos, mais leal que o próprio PT). E que a eleição do comunista Aldo Rebelo para a presidência da câmara dos deputados bloqueou uma possível tentativa de golpe contra o presidente.

Porém, o amor acabou.

Depois da postura assumida pelo PT durante os debates da reforma política, a eleição do PMDB como aliado preferencial e disputas regionais na CUT, o PCdoB decidiu caminhar com suas próprias pernas.

Segundo divulgado pelo site Vermelho, o PCdoB decidiu fundar uma outra central sindical (veja aqui) e disputar as eleições em 2008 de forma independente (veja aqui).

A saída da CSC da CUT representará uma desfiliação de aproximadamente 10% dos sindicatos atualmente ligados à Central. Tal perda, somada a saída, recente, de sindicatos ligados ao PSOL, representa um grave revés para a CUT, conhecida, durante anos, como a única central combativa do sindicalismo brasileiro. Agora, não mais.

A decisão do PCdoB de lançar candidato próprio a prefeito na maioria das cidades é um problema adicional para o PT, que já teria que enfrentar os candidatos do PSOL. Agora serão dois partidos disputando o eleitorado mais à esquerda.

2 comentários:

Anônimo disse...

Como será que esse divórcio irá atingir a relação PT-PCdoB em Sorocaba?

Fábio Correa disse...

Que nada, no caso nunicipal eu acho o PCdoB so esta valorizando o o seu passe, mas e evidente que eles vao tentar lancar um candidato pra a presidencia, e o divorcio com a cut pode indicar uma cisao completa com o PT no futuro.